Anderson do Singeperon indica acompanhamento na criação do plano de ensino da história da África e indígena

Planos de ensino devem ser implementados nas escolas estaduais

O deputado Anderson do Singeperon (PV), indicou à Secretaria de Estado de Educação (Seduc), a criação de uma comissão para acompanhar a elaboração do plano de ensino da história da África (afro-brasileira) e da história indígena que devem ser implementados nas escolas estaduais, nos termos das Leis Federais nº 10.639/2003 e 11.645/2008.

De acordo com Anderson, a comissão deve ser composta por membros da Seduc, de movimentos sociais ligados ao tema, do Sindicato dos Trabalhadores de Educação, do Sindicato dos Professores das Escolas Particulares, do Conselho Estadual de Educação, do Conselho da Promoção da Igualdade Racial, do Ministério Público de Rondônia e da Comissão de Direitos Humanos da OAB/RO.

O parlamentar recorda ainda que no dia 20 de novembro de 2017, realizou uma audiência pública para discutir a efetividade das leis que dispõe sobre a obrigatoriedade do ensino da história e cultura afro-brasileira e indígena.

Anderson afirmou que “conforme a legislação federal e após todos os debates e discussões proferidas pelos participantes da audiência, foi apontada a necessidade da criação dessas comissões, e, para atender as demandas, encaminhamos essa indicação à Seduc”, finalizou.

Fonte: ALE/RO