image

Artigo: Parem de prometer asfalto antes das eleições!

Quem monitora a popularidade dos prefeitos no interior já percebeu que os nobres alcaides estão em baixa perante os seus munícipes. Dos 51 municípios, 32 estão em situação de penúria. Outros 10 se esperneiam, mas estão a caminho do mesmo buraco,

A promessa de Confúcio Moura antes de renunciar o governo de que entregaria aos prefeitos R$ 200 milhões para serem investidos em asfalto assanhou a todos. A promessa levou prefeitos a fazerem anúncios pomposos dessas obras sem que os órgãos do estado tivessem providenciado o convênio.

Iludidos pelo “Canto da Sereia” os prefeitos agora penam com os seus municípios abandonados e desesperados pelo cumprimento dessas promessas para que possam continuar respirando. Esse compromisso de “Araque” com certeza vai custar caro para alguns nessa campanha que se avizinha.

Espigão do Oeste não foge à regra, com uma gestão pífia e sem saber o que fazer, a administração aposta suas fichas no montante de recursos que alguns parlamentares estão vindo anunciar no município, se não der certo… Só Deus sabe onde essa crise vai parar.

Por outro lado, a sociedade cada vez mais politizadas graças as redes sociais que se transformaram em meios de comunicação de massa (face book e watts App), as informações e os debates estão ao alcance de qualquer mortal fazendo do cidadão um formador de opinião.

Sem condições de mudar o cenário na administração e sem saber lidar com os críticos que emergem a cada dia nas redes sociais, a atual administração tenta se justificar hora ou outra através de notas em formas de vídeos que na sua maioria acabam sendo um tiro no pé.

Com mais erros do que acertos a administração caminha para uma descrença nunca vista antes e, junto arrasta o Poder Legislativo. Um poder que em tese poderia ser o fiel da balança nesse momento de crise, mas por falta de comprometimento coletivo e sobra de interesses pessoais joga a “Pá de Cal” no Executivo.

De uma coisa tenho certeza essa administração atual tanto Executivo como legislativo conseguiram um feito nunca antes conseguido por qualquer outra administração que por aqui passaram: Conseguiram através de sucessivos erros e arrogância, disseminar o ódio no seio da população.

Um sentimento de ódio que já começa a emergir na boca do cidadão e se materializando como desabafo popular. Prefeito sendo vaiado em eventos públicos, vereador agredido físico e verbalmente são prenúncios de que está aberta a temporada de “Caça aos Políticos”.

Cabe aos senhores gestores e legisladores repensarem seus conceitos e corrigirem seus erros para que a coisa não descambe para o descontrole público. Espigão do Oeste tem um povo ordeiro e trabalhador, mas não se iludam com aparente calma e a paciência de uma sociedade descrente… Entendeu Cara Pálida!

 Autor: Luizinho Carvalho/Cientista Social