Dia de campo é realizado com produtores rurais

Produtores rurais atendidos pelo projeto Encadeamento Produtivo Miraella Mais Leite, desenvolvido pelo Sebrae em Rondônia no escritório de Rolim de Moura e em parceria com o Laticínios Miraella, se reuniram na tarde de sexta-feira, 29, para um Dia de Campo Especial sobre o tema.

O evento foi realizado na propriedade do senhor Valdeci Estércio Novais, localizada na Linha 196 Km 17, lado Sul no município de Castanheiras. Durante o encontro foram oferecidas palestras sobre como melhorar a gestão, aumentar a produtividade, melhorar a qualidade de leite e reduzir o custo de produção. O projeto é oferecido para produtores que já comercializam seu leite Laticínios Miraella.

O analista técnico do Sebrae em Rolim de Moura, Noelber Gonçalves, acompanha os produtores desde que o projeto foi lançado.

Ele destacou que o projeto Encadeamento Produtivo Miraella Mais Leite foi iniciado em 2016 e atende 43 produtores em cinco municípios da Zona da Mata. Noelber assegurou que o objetivo do projeto é levar conhecimento aos agricultores e ajudá-los a se desenvolverem como produtores de leite.

“Além de produzir um leite com maior qualidade, estamos conseguindo fazer com que os produtores que estamos acompanhando aumentem a quantidade de produção”, destacou.

Para André Gonçalves Andrade, diretor do Departamento Técnico do Laticínios Miraella, o projeto nasceu da necessidade de melhorar o desenvolvimento dos produtores.

“O trabalho é difícil e lento, mas são eventos como este que nos faz perceber que os primeiros resultados já estão aparecendo”, ressaltou.

Para ele, o trabalho dos técnicos e a dedicação dos produtores envolvidos têm ajudado a melhorar a qualidade e a quantidade do leite entregue à empresa, o que garante não só as necessidades pelo laticínio, mas também assegura o desenvolvimento social dos produtores e suas famílias.

Já o anfitrião, Valdeci Estércio Novais, destacou que sua mudança foi da água para o vinho. “Os benefícios que eu tive com o projeto foram tão impressionantes que apenas o relato não basta, é preciso ir lá para ver”.

Em uma propriedade de 36 hectares, porém trabalhando o encadeamento produtivo em apenas 01 hectare, o agricultor disse que atualmente ordenha 9 vacas, sendo 5 em duas ordenhas e o restante apenas uma vez ao dia, mas todas com ordenha mecânica.

O produtor ressaltou que qualquer produtor pode alcançar um desempenho melhor ao aderir às novas tecnologias. E garantiu que as tecnologias garantem uma evolução na propriedade.

Na mesma percepção de tecnologias que auxiliam na produção, Clauton Eferson, técnico de campo do projeto Encadeamento Produtivo Miraella Mais Leite, disse que com a aceitação das novas tecnologias começaram a aparecer os resultados, como o exemplo de Valdeci Estércio, que em curto período dobrou sua produção.

Sobre a viabilidade de tecnologias na produção de leite, o técnico foi categórico: “Com certeza é um negócio viável, já que hoje a única alternativa tem sido tornar a propriedade economicamente viável”.

Carlos Eduardo Carvalho, coordenador desse projeto, também acompanha os produtores. Segundo ele, o produtor anfitrião do Dia de Campo já reunia toda a estrutura para uma boa produção, mas faltava acompanhamento técnico.

Bastou aderir ao projeto e começar a receber a visita dos técnicos para dobrar a produção leiteira. O coordenador ainda fez questão de destacar que a capacidade produtiva na propriedade de Valdeci Estércio tende a aumentar consideravelmente a produção de leite.

“A produção dele já demostrou que é capaz de ser economicamente viável e ao mesmo tempo ambientalmente justa, fator importante para o fortalecimento do setor”, disse Carlos Eduardo.

Para saber mais informações sobre os serviços do Sebrae em Rondônia, entre em contato pelo telefone 0800 570 0800, envie mensagens de texto para nosso WhatsApp: (69) 98130-5656, ou diretamente no escritório do Sebrae em Rolim de Moura, localizado na Avenida 25 de Agosto, 6172, Bairro Industrial.

Fonte: Assessoria / Sebrae-RO