Câmara_Municipal_de_Espigão_do_Oeste

Diárias: Câmara de Espigão gasta R$ 9.500,00 com viagens de vereadores

Esta semana 04 vereadores receberam diárias para se deslocarem para Porto Velho.

Ao que parece a câmara de Espigão não se solidariza com a administração municipal os problemas do município. Estradas ruins, buracos nas ruas, saúde que virou uma “Torre de Babel”  e os vereadores viajando.

Problemas na saúde com cidadãos morrendo por falta de mecanismos, e a “Turma do Legislativo” de expectadores. A situação está afetando o cidadão, aquele mesmo que vocês humildemente pediram o voto.

A administração municipal já não sabe o que fazer para estancar tantas sangrias que surgem a cada dia na gestão. Esta na hora do Legislativo ajudar na busca de soluções para amenizar a carga em cima do cidadão?

20180411_090919

Esta semana com dinheiro na conta em forma de “Diárias” os vereadores: Genésio, Cocó, Adão, e Réga foram para Porto Velho, na próxima segunda (16) o colega vereador Joel vai a Brasília.

Para essa excursão tão imprópria para o momento, a câmara está gastando R$ 9.500,00 reais de dinheiro público. Dinheiro de impostos pagos pelo cidadão de bem que trabalha e paga os seus tributos.

20180411_091017

O que mais deixa a desejar é a justificativa apresentada por cada um dos vereadores para se deslocar de Espigão até Porto Velho e Brasília.

São assuntos amenos que muito bem poderiam serem resolvidos através de um simples telefonema, com uma troca de E-mails ou até pelo Whats App.

20180411_091042

Participar de audiência com deputados que moram na cidade vizinha de Espigão e que certamente estavam em suas residências no final de semana.

Esses parlamentares teriam o prazer em receber os “Nobres Edis” para uma reunião de trabalho ainda mais nesse período tão propicio para os deputados.

29357134_2020845507930316_1524062221498318848_n

Que a população aquela que cobra nas redes sociais possam se atentar e cobrar de seus vereadores mais seriedade em suas atitudes ainda mais quando se trata do uso do erário público.

Que o cidadão fique atento as informações que estão disponíveis do “Portal da Transparência” e passe a acompanhar mais de perto o que fazem com o seu dinheiro.

Autor: Luizinho Carvalho/Cientista Social