Duas cidades de Rondônia serão as primeiras com 100% de rede de esgoto

“Apenas 40% da população brasileira tem acesso ao serviço de saneamento básico”.

Os moradores de Cerejeiras e de Espigão do Oeste poderão se tornar os primeiros cidadãos rondonienses a terem cobertura de 100% em esgotamento sanitário.

Na semana passada a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Cerejeiras foi inaugurada e a ETE de Espigão ganhou aporte financeiro de até R$ 6 milhões para conclusão da obra, patrocinada pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

Em Cerejeiras, a obra de esgotamento sanitário está concluída e foi entregue à sociedade, na sexta-feira (15). Em Espigão, a primeira etapa da ETE foi entregue no sábado (16) e o recurso para ampliação e conclusão foi assegurado pelo diretor-executivo da Funasa em Brasília, Márcio Cavalcante.

“Cada real investido em saneamento básico equivale a outros quatro reais em saúde pública”, comparou o representante da Funasa ao vistoriar as duas unidades tratamento de esgoto e assumir o compromisso de viabilizar o dinheiro para a expansão e conclusão da ETE de Espigão, atendendo aos pedidos da deputada federal Marinha Raupp e do senador Valdir Raupp, responsáveis pela visita de Márcio Cavalcante a Rondônia.

Para o prefeito de Cerejeiras, Airton Gomes, a partir de agora o maior desafio é promover as ligações dos imóveis à rede de esgoto. “Conclamo os moradores que providencie o requerimento da ligação na prefeitura”.

Pediu Airton Gomes, na solenidade que oficializou a entrega da ETE, capaz de atender até 35 mil habitantes. Cerejeiras têm 17.029 moradores (IBGE, 2010).

Em Cerejeiras, o governador Daniel Pereira enfatizou a importância do saneamento básico

“O saneamento básico é prioritário para a cidade, pois é fundamental na prevenção de doenças”, disse o prefeito de Espigão do Oeste, Nilton Caetano Souza, que já atende com rede de esgoto uma pequena parcela dos 28.729 habitantes (IBGE, 2010).

O governador Daniel Pereira prestigiou as entregas oficiais das estações de tratamentos de esgoto nas duas cidades e ressaltou que os números brasileiros em saneamento básico não são animadores, mas que Cerejeiras e Espigão poderão se tornar as cidades mais bem organizadas em rede de esgoto.

“Apenas 40% da população brasileira tem acesso ao serviço de saneamento básico. Essa deficiência provoca sofrimento e doenças. Agradecemos o apoio da deputada federal Marinha e do senador Raupp no empenho em viabilizar recursos para essa finalidade tão importante”, disse o governador.

Fonte: Secom/RO