Fhemeron pede doações urgentes de sangue para atender demanda de hospitais

Com as festas de fim de ano e as férias de janeiro, o estoque de bolsas de sangue reduziu na Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Rondônia (Fhemeron) em Porto Velho. Para garantir o atendimento a todas as unidades de saúde capital, a Fhemeron convoca pessoas com sangue tipo A e O positivo e O negativo, para doação com urgência.

O presidente da unidade, Sid Orleans, explica que no período das férias os números de doações caem. “Nesse período, os doadores que não são da cidade viajam para rever a família e os doadores que são aqui também costumam viajar e isso impacta nas doações que diminuem bastante.

Nos dias normais nós coletamos aproximadamente 50 bolsas por dia, já neste mês de janeiro, geralmente, cai para 30. Nós estamos chamando os doadores porque é justamente nessa época que aumentam os números de pessoas que precisam de sangue e sem a ajuda de todos, nós não conseguimos aumentar nosso estoque”, pede o presidente.

Ismael de Souza, de 30 anos, é voluntario há mais de quatro anos e destaca a importância de ser um doador de sangue. “Esse é um gesto tão simples e muito importante porque pode ajudar a salvar a vida de muitas pessoas. De três em três meses, eu venho até a Fhemeron e faço minha parte. Quem não é um doador, eu faço o convite que venha ajudar o próximo”, destaca Ismael.

A Fhemeron também conta com o apoio do comércio para aumentar o número bolsas de sangue. O exemplo é que o no dia 13 de maio foi instituído o projeto Comércio Solidário, que, segundo Sid Orleans, que é uma facilitação no horário de funcionamento da Fundação para que os trabalhadores do comércio possam fazer a doação de sangue.

“Sabemos que esses trabalhadores não conseguem doar durante a semana porque estão trabalhando e quando saem já está fechado. Então, nós vamos funcionar o dia todo aos sábados das 7h às 18h30, justamente, para estar realizando o atendimento a essas pessoas e a população no modo geral”, informa.

Quem pode doar

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), qualquer pessoa com idade entre 16 e 69 anos pode ser doadora de sangue. Os jovens com idade entre 16 e 17 anos podem doar acompanhados pelo pai, mãe ou responsável legal. E para doar até os 69 anos, a pessoa precisa começar a doar antes dos 60 anos.

O doador deve estar em boas condições de saúde, ter peso igual ou superior a 50 quilos. Homem pode doar até quatro vezes ao ano com intervalos de 60 dias. Mulher pode doar até três vezes ao ano, com intervalos de 90 dias.

Serviço

A Fhemeron na capital está localizada na Avenida Jorge Teixeira (próximo ao Hospital de Base Ary Pinheiro), no Bairro Industrial. O atendimento é das 7h às 18 horas, sem intervalo para almoço. Aos sábados, o atendimento é das 7h às 18h30. Para mais informações está disponível o Serviço de Atendimento ao Doador 0800 642 5744 (ligação gratuita).

Fonte: Assessoria