IMG_1657

Representante do Conselho Estadual de Saúde dá um ultimato a prefeitura

Ao fazer o uso da palavra durante a Audiência Pública da Saúde promovida pela Câmara Municipal de Espigão do Oeste, o Presidente do Conselho Estadual de Saúde Pública, Raimundo Nonato não economizou nas palavras para dar um recado “Curto e Grosso” ao prefeito Célio Renato. Conhecedor a tempos das mazelas por que passa o sistema de saúde do município, Raimundo Nonato citou as inúmeras infrações que o chefe do executivo municipal vem cometendo contra o setor de saúde de Espigão do Oeste. As faltas são gravíssimas e podem colocar o município na inadimplência de receber recursos federais, assim como perder os poucos convênios que o Governo Federal ainda mantém, inclusive o programa “Mais Medico”.

IMG_1652

Perplexo diante das palavras inesperadas por parte do presidente do conselho estadual, o prefeito Célio ainda tentou retrucar para desqualificar o discurso de Raimundo Nonato que não se intimidou e exigiu respeito por parte do mandatário que sendo como ele Defensor Público sabe muito bem o que ele estava dizendo. Raimundo Nonato foi mais além e deu um ultimato ao prefeito Célio exigindo que ele dentro dos próximos 10 dias a contar de ontem, nomeie um secretário de saúde e uma equipe gestora para planejar as ações na saúde do município.

Se o ultimato não for cumprido pelo prefeito, o Conselho Estadual de Saúde vai solicitar uma intervenção na saúde de Espigão do Oeste.

A discussão teve momentos acalorados, mas por fim houve o bom senso por parte do prefeito que se manteve calado até o fim da fala do presidente do conselho estadual que não poupou a câmara de vereadores que segundo ele não esta cumprindo com o seu papel de fiscalizar, frente a tantas mazelas que transformaram a saúde de Espigão em um caos. Ao final da fala dos dois representantes do conselho de saúde, alguns vereadores tomaram as dores do prefeito e passaram a questionar em altos brados para que os dois representantes do conselho parassem de dar palpites e viessem eles resolver o problema da saúde de Espigão. “Dar palpite é fácil, porque vocês não vêm aqui resolver o problema da saúde”. Parece-me que os nobres edis se esqueceram que foram eles os eleitos pelo povo para fazer esse papel, e não o pessoal do conselho estadual de saúde! Já dizia a minha avó: Quem não agüenta com o peso da caçamba, não coloca a mão na corda prá puxar! Ou será que ela estava errada?

Entrevista com o presidente do Sindsaúde.

Fonte: Luizinho Carvalho/Sociólogo   

3 comentarios

  1. esperamos que depois de tudo isso a saúde do município venha a melhorar.

  2. Quero parabenizar o vereador Adriano por essa iniciativa dessa audiência publica chamando o sociedade a participar de um ato democrático podendo expressar sua insatisfação com as coisas que não está dando certo em nosso município afinal prefeito hoje você não tem vergonha lembra na sua campanha onde dizia esbravejando que ia HUMANIZAR A SAÚDE DESSE MUNICÍPIO, que pena o tiro saiu pela culatra quantas reclamações nada funciona em sua administração está de mal a pior cuidado com essa sede de construir a a prefeitura que pode virar mais um elefante branco igual o MUSEU igual a ETE, estação de tratamento de esgoto que o senhor certamente não terá condições pra terminar e pode terminar seu mandato como um herói sem medalha e não deixar nada pro seu legado. PENSE NISSO! CUIDADO O FUTURO TE ESPERA E AS PRESTAÇÕES DE CONTAS TAMBÉM!

  3. Daniel de Oliveira

    Saúde, educação e segurança e prioridade. Deve ser carro chefe dos governos para resolverem.

Comentários

Su dirección de correo electrónico no será publicada.Los campos necesarios están marcados *

*